terça-feira, 11 de agosto de 2015

Toda consulta de tarô é igual?

O que esperar e não esperar de uma consulta de Tarô



Se o tarólogo for uma pessoa ética, com certeza você pode esperar dele respeito, cordialidade e bondade, pois o que leva alguém a esta profissão é o legítimo desejo de ajudar os outros (até porque, se a intenção for apenas estudar os símbolos e a história do Tarô, não é necessário fazer atendimentos. Neste caso, a pessoa em questão se torna apenas um pesquisador/escritor).

Portanto, se você espera por rituais mágicos, roupas brilhantes, ambientes escuros e enevoados, talvez se decepcione, pois a maioria dos tarólogos sérios se veste normalmente e têm preferência por lugares claros, aconchegantes e neutros, para que qualquer pessoa, de qualquer crença ou religião possa ser atendido, sem nenhum constrangimento.

Aliás, este é um dos pontos principais de um bom tarólogo: o respeito e a falta de julgamento. Não cabe àquele que interpreta as cartas condenar você. Já bastam nossos familiares, amigos e a sociedade em si, não é mesmo?

As cartas em si não tem moralidade. Elas podem afirmar que alguém que cometeu maldades irá triunfar, pois é isso que está de fato acontecendo no presente. No entanto, se você pedir um conselho, com certeza as cartas não terão diplomacia e falarão a verdade, mesmo que você não queira ouvir.

Outro ponto fundamental é a confidencialidade. Tarólogo profissional não sai por aí fofocando sobre sua vida. O que é dito na consulta, fica na consulta. E, para falar a verdade, depois de se atender 20 pessoas numa semana, os detalhes se perdem. Por isso, não espere que o tarólogo que lhe recebeu semanas, meses ou até anos atrás se lembre exatamente o que foi lido e discutido no seu atendimento. Ele é um ser humano, não uma máquina. Felizmente para o consulente, sempre se pode gravar a consulta, fazer anotações, salvar o histórico da conversa, se a consulta for feita online. Isso ajuda a meditar melhor sobre o que foi dito, além de perceber como as previsões se materializam ao longo do tempo.

Outra coisa que você pode esperar de um tarólogo correto são consultas sem tom fatalista. Mesmo que algo negativo saia, haverá o esforço em encontrar soluções, mesmo que a dica seja apenas para você ficar quieto num canto, esperando tudo passar. Por isso, não se deve igualmente esperar a intervenção de entidades espirituais durante uma consulta, muito menos se deve transferir a culpa de seus problemas a elas. Mesmo que haja um obsessor ao seu lado, semelhante atrai semelhante. Ninguém é vítima de ninguém. Se não se muda a energia, as circunstâncias ao nosso redor também não se alteram. Isso posto, fuja de todos aqueles que cobram fortunas para fazer supostas “limpezas” e que ainda fazem ameaças caso você não cumpra o combinado.

Por fim, apesar de todas estes bons aspectos, não espere 100% de acerto, pois isso não é possível. Isso acontece porque quem controla o próprio futuro são os consulentes e não o tarólogo. O que se vê na hora são as tendências mais fortes, mas sempre cabe ao cliente a responsabilidade por neutralizar ou diminuir o mal ou ampliar e fortalecer o bem. Afinal, mesmo grandes tarólogos não tem a capacidade de ler mentes. Assim, não entre numa consulta mudo, esperando a melhor leitura do mundo. Quanto mais clara for sua pergunta, mais exatidão terá a resposta.

Minha Fanpage no Facebook


Curtam a minha Fanpage no Facebook, e clique em obter notificações, para receber minhas atualizações diárias pois estou sempre postando mensagens de auto ajuda e palavras edificantes que levantam a auto estima.

 FanPage Victor Manolo - Tarólogo



Devo me consultar de quanto em quanto tempo?

Qual deve ser o intervalo entre uma consulta e outra de Tarô?



O intervalo de tempo entre uma consulta e outra varia de acordo com o que foi visto nas cartas e os temas trabalhados. De praxe pede-se que se espere 30 dias. No entanto, segue abaixo algumas situações para que fique mais claro como funciona a questão do tempo, dependendo do caso:

Se você fez uma consulta sobre um tema, como amor e agora quer fazer sobre finanças, não precisa esperar, pois são assuntos distintos, que não necessariamente vão interferir um no outro;

Se você quer saber como está seu relacionamento atual e saiu tudo bem, tirar na semana que vem novamente não fará muito sentido, portanto, espere o mínimo de 30 dias;

Se você está estudando para concursos ou está esperando o resultado de um processo na justiça, a leitura provavelmente viu as coisas bem em longo prazo, assim, não adianta ficar vendo todo mês. Pode espaçar mais, de três em três, por exemplo;

Se seu intuito é autoconhecimento, a consulta pode ser feita mensalmente, para você acompanhar como suas atitudes estão se transformando por meio do que as previsões mostram;

Se você está buscando emprego, por exemplo, e saiu que a tendência é que você demore mais de 3 meses para encontrá-lo, fazer a consulta com a mesma pergunta daqui a um mês pode não ajudar, salvo se você mudou seu comportamento. Senão, a tendência é que a previsão permaneça a mesma e você se fruste com o resultado;

Se você se separou de alguém e saiu que não existe volta, dificilmente o quadro mudará na semana seguinte ou daqui a 15 dias, principalmente se saiu como conselho que você tem que ter paciência ou voltar mais sua atenção para si mesmo;

Se você fez uma Consulta Completa, pode esperar uns 4 meses pelo menos, a não ser que queira ver temas diversos. Se for apenas um, pode escolher a Consulta Simples;

Se a dúvida que você tem não pôde ser encaixada em nenhuma das situações acima, entre em contato comigo, Victor Manolo - Tarólogo.

Pode consultar no dia a dia???


Qual a utilidade de uma consulta no dia a dia???



Há de se perguntar qual é a utilidade do Tarô na nossa vida cotidiana, pois geralmente se associa uma leitura de cartas com momentos muito especiais ou como uma forma de sanar a curiosidade. Porém, após 10 anos mexendo com isso, para mim é evidente o quanto o Tarô pode ser útil quando usado de maneira constante (sem exageros, claro). Afinal, o objetivo não é impedir a manifestação do livre-arbítrio e sim maximizar a eficiência de nossas escolhas.
Então, preparei algumas de uma série de situações nas quais ler o Tarô pode nos ajudar:

Quando a consulente está envolvida com homem casado
Quando um casamento está prestes a terminar
Quando alguém estuda para concurso
Quando uma pessoa resolve comprar um bem
Quando se está desempregado
Quando se sente deprimido
Quando sempre fracassa na mesma situação
Quando não se vai bem no emprego
Quando se sente invejado ou vítima de intrigas
Quando não se sabe se deve ou não fazer um investimento

Leia cada um ou os que mais se aplicam ao seu momento e agende uma consulta de Tarô.
Você verá como fica mais fácil decidir quando se tem clareza do que se vive.