sábado, 31 de janeiro de 2015

Como o Tarô pode me ajudar?


O Tarô consegue mergulhar fundo em nossa vida, em nossa alma, reconstruindo o nosso momento através da disposição de suas cartas, que funcionam como janelas ou telas. De maneira impessoal, as cartas irão desvendar as situações e as energias que estão presentes em nossas vidas.

O Tarô nos traz também, uma visão mais ampla, que irá proporcionar uma maior e melhor compreensão de nós mesmos, pois conseguiremos entender as situações que vivemos agora, de forma mais clara: conhecendo desde a raiz do problema (na sua origem), até os possíveis caminhos futuros e seus prováveis desfechos.

Toda essa informação nos ajudará a descobrir quem somos, como funcionamos e, também, irá nos guiar e orientar, para que possamos fazer as melhores escolhas, conduzindo nossa vida de forma positiva e evitando que venhamos a comprometer nossa felicidade.

O mais importante da consulta com o Tarô, é que ele sempre nos apresentará as possibilidades e as probabilidades dos acontecimentos, para que possamos, nós mesmos, decidir e assim, construir a nossa vida através do exercício do maior poder que Deus nos deu: o livre arbítrio. Portanto, o oráculo não vai decidir por você, pois isso é um dever e uma responsabilidade sua. Entretanto, você conseguirá entender melhor a situação e obter uma orientação de como deve se posicionar diante dos acontecimentos de sua vida.

A consulta feita à distância, sem estar presente fisicamente na hora da leitura e tiragem das cartas, realmente funciona?

Sim, funciona! A explicação é simples: essa ligação se dá através desse canal energético, psíquico, que transcende o tempo e o espaço e elimina a necessidade da presença física, uma vez que o que nos liga uns aos outros e ao Universo não é algo físico. Daí o sucesso das leituras à distância, que se comprova de forma empírica.
Na consulta feita à distância, existe uma forte sintonia entre tarólogo e cliente, pois estão presentes as energias universais, o que permite uma leitura precisa das cartas. Por isso, não se preocupe: a mesma qualidade que você encontra numa consulta presencial, encontrará também, nas consultas à distância.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

O que esperar e não esperar de uma leitura de Tarô?

Se o tarólogo for uma pessoa ética, com certeza você pode esperar dele respeito, cordialidade e bondade, pois o que leva alguém a esta profissão é o legítimo desejo de ajudar os outros (até porque, se a intenção for apenas estudar os símbolos e a história do Tarô, não é necessário fazer atendimentos. Neste caso, a pessoa em questão se torna apenas um pesquisador/escritor).
Portanto, se você espera por rituais mágicos, roupas brilhantes, ambientes escuros e enevoados, talvez se decepcione, pois a maioria dos tarólogos sérios se veste normalmente e têm preferência por lugares claros, aconchegantes e neutros, para que qualquer pessoa, de qualquer crença ou religião possa ser atendido, sem nenhum constrangimento.
Aliás, este é um dos pontos principais de um bom tarólogo: o respeito e a falta de julgamento. Não cabe àquele que interpreta as cartas condenar você. Já bastam nossos familiares, amigos e a sociedade em si, não é mesmo?
As cartas em si não tem moralidade. Elas podem afirmar que alguém que cometeu maldades irá triunfar, pois é isso que está de fato acontecendo no presente. No entanto, se você pedir um conselho, com certeza as cartas não terão diplomacia e falarão a verdade, mesmo que você não queira ouvir.
Outro ponto fundamental é a confidencialidade. Tarólogo profissional não sai por aí fofocando sobre sua vida. O que é dito na consulta, fica na consulta. E, para falar a verdade, depois de se atender 20 pessoas numa semana, os detalhes se perdem. Por isso, não espere que o tarólogo que lhe recebeu semanas, meses ou até anos atrás se lembre exatamente o que foi lido e discutido no seu atendimento. Ele é um ser humano, não uma máquina. Felizmente para o consulente, sempre se pode gravar a consulta, fazer anotações, salvar o histórico da conversa, se a consulta for feita online. Isso ajuda a meditar melhor sobre o que foi dito, além de perceber como as previsões se materializam ao longo do tempo.

Outra coisa que você pode esperar de um tarólogo correto são consultas sem tom fatalista. Mesmo que algo negativo saia, haverá o esforço em encontrar soluções, mesmo que a dica seja apenas para você ficar quieto num canto, esperando tudo passar. Por isso, não se deve igualmente esperar a intervenção de entidades espirituais durante uma consulta, muito menos se deve transferir a culpa de seus problemas a elas. Mesmo que haja um obsessor ao seu lado, semelhante atrai semelhante. Ninguém é vítima de ninguém. 

Se não se muda a energia, as circunstâncias ao nosso redor também não se alteram. Isso posto, fuja de todos aqueles que cobram fortunas para fazer supostas “limpezas” e que ainda fazem ameaças caso você não cumpra o combinado.Por fim, apesar de todas estes bons aspectos, não espere 100% de acerto, pois isso não é possível. Isso acontece porque quem controla o próprio futuro são os consulentes e não o tarólogo. O que se vê na hora são as tendências mais fortes, mas sempre cabe ao cliente a responsabilidade por neutralizar ou diminuir o mal ou ampliar e fortalecer o bem. Afinal, mesmo grandes tarólogos não tem a capacidade de ler mentes. Assim, não entre numa consulta mudo, esperando a melhor leitura do mundo. Quanto mais clara for sua pergunta, mais exatidão terá a resposta.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Mensagem do dia - Detenha o que é negativo

Detenha o que é negativo

 

Não dê seguimento às idéias negativas.
Se algo viu ou ouviu, que pare em você.
Estanque o fluxo do mal.
Evite o prejuizo que causará adiante.
Nada de bom vem do negativo.
Não se deixe levar pela tentação de propagá-lo.
Você também acaba atingido por ele.
Coloque idéias otimistas no lugar das pessimistas.
Pensamentos de amor destroem os de ódio.
Os de alegria detêm os de tristeza.
A paz vence a contenda.
Busque a paz.
Evite a maledicência.
Plante a alegria.
Tem mais beleza o amor que surge sobre as cinzas do ódio

Perguntas Clássicas ao Tarô

Perguntas Clássicas ao Tarô:  Serei feliz no amor de novo?



Um consulente disse que a esposa havia morrido e queria saber se encontraria alguém e seria feliz novamente.
O que respondi – e isso serve para qualquer situação análoga – é que devemos parar de esperar que a felicidade venha através de outra pessoa. A esposa dele se foi e agora ele quer alguém que a substitua. Porém, não é possível encontrar paz de espírito e real alegria se dependermos dos outros e de suas presenças. Portanto, em casos assim, recomendo que a pessoa busque uma terapia ou ainda tratamentos alternativos como yoga, meditação, florais, homeopatia para primeiro se equilibrar. Depois que estiver realmente bem, aí sim poderá se abrir novamente aos relacionamentos. Do jeito como está (se for um estado de sofrimento), só vai jogar toda sua carência sobre alguém e ninguém será feliz assim.
Por isso, só ler o futuro nas cartas pode não ajudar.

Arcano do dia - O Mago

 
O Mago
 
Aproveite para colocar em prática todas as suas habilidades e talentos, pois você irá necessitar deles. O dia de hoje lhe compele a ser criativo, dinÔmico e jovial. Apesar disso, existe também a tendência Ó superficialidade, por isso, qualquer que seja sua atividade no momento, procure se concentrar nela e não finja conhecimentos que não possui!

Perguntas clássicas ao Tarô

Perguntas clássicas ao Tarô: Qual é o nome da pessoa com quem irei me casar?


O Tarô é formado por cartas cheias de imagens que revelam aquilo que o consulente está vivendo no momento e quais as possíveis tendências para o futuro. E, quem interpreta os símbolos contidos nestas imagens é o tarólogo. Desse modo, pela ferramenta que temos em mãos, que é o baralho, não há como extrair nomes próprios, endereços, localizações, etc. Portanto, podemos dizer como a pessoa é em personalidade, se irá demorar um curto ou longo tempo para aparecer, se o consulente será feliz ou não neste casamento, e assim por diante...

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Oração ao Arcanjo Miguel



São Miguel Arcanjo, 
protegei-nos no combate, 
defendei-nos com o vosso escudo 
contra as armadilhas 
e ciladas do demônio. 
Deus o submeta, 
instantemente o pedimos; 
e vós, Príncipe da milícia celeste, 
pelo divino poder, 
precipitai no inferno a Satanás 
e aos outros espíritos malignos 
que andam pelo mundo 
procurando perder as almas. 
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. 
Amém.

Escolha a melhor opção de consulta pra você!



Leitura Completa               R$ 60,00




Leitura de três perguntas R$ 35,00




Leitura de uma pergunta R$ 20,00

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

É possível realizar atendimentos à distância?

Um mito derrubado na última década. O raciocínio é muito simples: se conseguimos falar de pessoas que nem estão presentes durante uma consulta, o que impede de orientar o consulente à distância? Será que é a presença física que assegura a consistência e credibilidade do trabalho? Não! Não há nenhum tipo de problema, é possível e efetivo sim realizar atendimentos a distância ou online.

Ler o tarô é dom divino, portanto, é obrigação do tarólogo fazer caridade?

Tal mito tornou-se um problema de cunho religioso. No Brasil, devido ao sincretismo que vivemos ao fundir conceitos, ideias e valores de ordem espiritual, passou-se a acreditar que o tarólogo está afiliado a alguma prática, normalmente espírita. 
Mas, é fundamental separar os credos da atividade taromântica propriamente dita, pois o tarô não depende da fé do indivíduo para dar o seu recado. Deste modo, com a concepção de que o tarólogo recebeu um dom de Deus para exercer a prática, ficou estigmatizado que, algo recebido “de graça”, deve ser oferecido caridosamente. 
A confusão que há nesse meio, justificado na maioria das vezes pela desinformação, impôs ao tarólogo a obrigação de oferecer gratuitamente seus serviços. Não critico quem o faça, porém, é fundamental separar uma condição de outra: o tarólogo é um profissional que estuda, investe e tem gastos como qualquer outro, e deve ser reconhecido como tal. 
Além disso, a caridade pode ser praticada de outras formas, sem a necessidade de colocar o tarô (e outros oráculos) como intermediário.

Quem sou eu?

Nascido na Cidade de São Paulo, filho de pais músicos, Victor Manolo aprendeu desde cedo a apreciar a boa música, a arte, a literatura e a pintura.
Ainda adolescente, seus pais percebendo o seu interesse pelo oculto, ganhou de presente seu primeiro baralho se tarô, muito encantado com a arte contida no baralho, a cor de cada carta, cada símbolo e cada significado, sua curiosidade infinita o levou a descobrir um mundo inteiro dentro de cada arcano onde se apaixonou e aprofundou-se nos estudos da arte do Tarô.
Hoje Victor Manolo é Tarólogo Profissional e Terapeuta Holístico há 5 anos,
Domina diversas técnicas e artes dentro do âmbito espiritual e esotérico como Reiki, Consultoria Bioenergética, Numerologia Pitagórica, Numerologia Kármica, Radiestesia e Radionica, Apometria, Anjos, Salmos dentre outros e trabalha com muita seriedade, respeito ao próximo e transparência.


quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

O que é Tarô Terapêutico?

O Tarô Terapêutico é uma ferramenta de autoconhecimento. Assim como a terapia comum, é usada para auxiliar nos conflitos interiores.
Sua diferença está na utilização das cartas do tarô. Baseia-se nos seguintes princípios:

- Cada um é responsável pelo o que acontece em sua própria vida.
- Os obstáculos existem para nos ajudar.
- Todos nós temos potencial para vencer.

Tendo consciência de sua responsabilidade, o próximo passo é entender o que fazer.
Passando por uma consulta facilita o consulente em suas tomadas de decisão, tendo maior controle na própria vida.